Recovering from the Effects of a Traumatic Brain Injury

 

Recuperação dos efeitos de uma lesão cerebral traumática: Odair

 

Há 11 anos teve um traumatismo crânio encefálico por perfuração de arma de fogo, que provocou lesões motoras, na fala, braços e o deixou paraplégico. Ele levou um tiro no lado direito da cabeça quando trabalhava na plantação - ele era agricultor - e ficou no hospital por 3 meses, sendo 50 dias em coma e três cirurgias cerebrais.
Odair é paciente da Acesa há 4 anos, onde realiza diversas terapias, como equoterapia, psicologia, fisioterapia, fonoaudiologia, hidroterapia, terapia ocupacional, musicoterapia e pedagogia, e faz parte de uma sala de aula de alfabetização junto com alunos adolescentes, por não haver sala especifica pra sua idade. Freqüenta a entidade em período integral para a realização das terapias e para que sua esposa possa trabalhar. Faz uso de cadeira de rodas para se locomover e usa fralda.

Começou a terapia floral em setembro/09

Na primeira entrevista com seus terapeutas, eles relataram que Odair não gostava de estar em evidencia, e às vezes mostrava-se mal humorado e agressivo, somente era participativo e empolgado quando a atividade era de seu interesse. No primeiro contato, ele pareceu-me endurecido e amargurado, sua expressão facial, já comprometida pela lesão, também mostrava seu estado de alma. Ele rebelava-se com as regras em sala de aula, mostrava-se intransigente com amigos e terapeutas, e principalmente com sua esposa em casa. Sua expressão corporal era rígida e ele algumas vezes destratava as pessoas.

Todos os seus níveis meta flora de cura estavam necessitando atenção, mas em especial o nível 1(Expandir o repertorio emocional), 2(Estruturar um lar dentro do próprio corpo) e 3(Cultivar o aprendizado, o crescimento e a mudança de consciência ) eram nosso ponto de partida.

Através de uma fórmula que pudesse trazer alívio e conforto para suas dores emocionais e revolta diante do acidente (holly, bleeding heart), o objetivo também foi alinhar seu corpo e alma após o choque(star of bethlehem, arnica, five-flower), trazer esperança (gorse), trazer confiança e fé (baby blue eyes) e aconchego e afeto (mariposa lily).

Odair aos poucos mostrou abertura para que as essências florais pudessem agir. Não conseguíamos uma entrevista estruturada pela sua dificuldade de fala e entendimento, porem foi através da percepção intuitiva que observei que algo estava mudando em seu intimo, pois após a melhora inicial, ele teve considerável piora no comportamento aos olhos dos terapeutas, ficando mais arredio e mais agressivo, visto por mim como o inicio da livre expressão de suas mágoas e revoltas.

Em Novembro/09, revisei a formula e inclui beech(pois ele estava crítico e exigente com sua esposa), vine (autoritário com a esposa e os terapeutas), borage (pesar antigo, o acidente já não era tão recente), corn (pelo uso da cadeira de rodas-restabecer contato com a terra, ele era agricultor, um homem do campo, e ficou impossibilitado desse contato, além de ter que conviver co muitas pessoas na entidade, totalmente ao contrario de sua vida antiga), Iris(criatividade para achar um novo papel para si), pink monkeyflower+pretty face+dandelion+manzanita(sua expressão facial é parcialmente paralisada, movimentos espásticos nos braços e a cadeira de rodas contribuem para uma imagem diminuída de si mesmo), larkspur+cosmos (fala comprometida e enrolada), e tansy (preguiça em sala relatada pela professora).

Nesse momento percebi a necessidade de começar a trabalhar com Odair os níveis 4 (Descobrir o propósito da vida, o serviço social, a atividade em comunidade.) e 6(Sombra e Alma – reconhecer e transformar o carma, confrontando a morte), pois seu comportamento estava impedindo-o de encontrar seu lugar nesse novo espaço.

Em janeiro/10,  inclui yelllow star tulip(se por no lugar dos outros, perceber quando estava destratando os amigos, terapeutas e esposa),  sunflower(equilibrar seu plexo solar e identidade), morning glory(a professora ainda relatava sono em aula) e penstemon(superar suas dificuldades físicas)

Em março/2010,as pessoas de seu convívio começaram a relatar oficialmente as mudanças já percebidas dentro da terapia floral:

Relato da professora: “Está mais calmo, participativo durante a realização das atividades propostas. Não se nega mais a participar e gosta de estar com o grupo.”

Relato da esposa: “Eu achei que o Odair depois que começou a tomar florais ficou mais comunicativo com a família, ele fala mais. Ás vezes quando ele chega em casa está mais alegre. Esta pedindo para ir ao banheiro, o que antes não pedia. E agora também esta dormindo bem.”(29/03/2010)

Sua fórmula estava assim: beech, holly, gorse, vine, wild rose(reforçar seu amor a vida, sair da apatia), california pitcher plant(reativar as funções do corpo), larkspur(fala), penstemon, sage(aprender e aceitar as liçoes da vida), sagebrush(deixar para trás o homem antigo para se equilibrar e aceitar a nova vida), self-heal(despertar dentro dele a vontade de superação), yellow star tulip, quaking grass(melhorar o relacionamento com o grupo), poison oak(defendia-se constantemente dos terapeutas atacando-os ou agredindo-os) e green rose(sair do estado de depressão e apatia), mas acho que a grande essência que o ajudou ao longo de todo esse tempo foi corn. Odair era um homem do campo antes do acidente que o deixou paraplégico e com dificuldades de fala e coordenação. Corn o ajudou a entrar em contato de novo com a Mãe Terra, e trazer forças para superar o processo difícil de reabilitação, que é parcial.

Em junho/10 acrescentei filaree para que visse sua situação de um modo mais amplo, columbine para descobrir seus talentos, e poder fazer coisas novas e que lhe dessem satisfação, e green rein orchid pois ele era um homem na meia idade, cadeirante, precisando reconectar as forças com a terra. Todas essas novas essências visaram apoiar sua limitação de locomoção e sua fase emocional perante sua idade.

Em outubro/2010 - Pelos relatos a seguir, as essências agiram conforme esperado, pois a equipe de atendimento teceu grandes elogios:

“Se desenvolveu bastante no decorrer do semestre, está mais atento e concentrado nas atividades propostas. Já é alfabetizado e apresenta boa compreensão do conteúdo. Está mais participativo e demonstra sua opinião em varias situações. Ainda é resistente a regras de comportamento da sala. Gosta de estar com os amigos, mostra-se envolvido nas aulas de capoeira e dança, apesar da dificuldade de mobilidade.” Elizabete/pedagogia.

“Odair demonstra maior esforço para se fazer entender quando o ouvinte não antecipa nem decifra suas falas.” Flavia./fonoaudióloga.

Em novembro de 2010,ele demonstrou estar inseguro e com ciúmes de um aluno novo através de atitudes negativas para chamar a atenção. Inclui chicory e mimulus em sua fórmula, com bons resultados.

Em fevereiro de 2011: Encontrei Odair sorridente no começo do ano, efusivo ao cumprimentar-me. Ele conseguiu integrar-se bem ao grupo, relaxando e confiando que seria aceito do modo como é. Agora, apesar de ainda resistir às regras em sala, ele não mais se comporta de forma agressiva com as pessoas, e sim está sorridente e aberto às conversas. Apesar de não ter uma sala de aula adequada à sua idade mais avançada, ele interage com os adolescentes, aproveitando sua companhia e se divertindo. Nesse contexto, considero o nível 8 (Reconhecer a terra como um ser vivo, alimentar nossa conexão com a natureza) parcialmente atingido, pois ele já possuía anteriormente uma conexão especial com a terra, e embora ele ainda esteja se desenvolvendo, tem a percepção singela da natureza, sua beleza e importância para o ser humano. Considero nesse momento que os níveis meta flora 1,2 e 3 estão razoavelmente atingidos, e os níveis 4 e 6 ainda estão sendo estimulados, porém ele demonstrou grande prazer na realização da horta comunitária junto com os outros alunos. O nível 5(Construir o cálice da alma – sensibilidade, arte e relacionamento pessoal) foi estimulado com os florais Iris, poison oak, star tulip  e a freqüência nas oficinas de artes promovidas na Acesa, da qual ele gostava muito de participar apesar de sua dificuldade motora. O nível 7(Cultivar o Eu espiritual, percepção transpessoal do eu como centro radiante da alma humana) estava sendo estimulado com sunflower, baby blue eyes e star tulip.

Sua fórmula agora o prepara para o inicio do ano letivo, a chegada de muitos novos alunos e a volta às terapias.

chestnut bud, holly, star of bethlehem, walnut, mimulus, baby blue eyes, larkspur, cosmos, mariposa lily, sunflower, iris, sage, sagebrush, black eyed susan, echinacea, pink monkey flower, pretty face, manzanita, dandelion, madia, shooting star, Indian paintbrush , penstemon, star tulip, columbine, lemon, lewisia, green rein orchid

MAIO DE 2011 -Odair teve grandes avanços na fonoaudiologia. Sua terapia visava a comunicação de forma eficaz e inteligível, e o objetivo foi atingido, pois passou a se expressar de forma compreensível, tanto para pessoas de seu convívio quanto outras, e teve alta. Continua estimulado em todas as outras terapias para manutenção de seu quadro clinico, e foi elogiado pela boa compreensão, interagindo satisfatoriamente com outras pessoas, tendo diminuído muito as queixas de todos a seu respeito. Apesar disso, manterei em sua formula larkspur e cosmos, como consolidadores de suas conquistas. Na terapia floral, noto relaxamento e entrega em Odair. Ele parece não necessitar mais de comportamentos agressivos para se defender, e aparenta estar mais alegre e tranqüilo. Tenho a impressão que ele conseguiu perdoar os acontecimentos em sua vida e adaptar-se às conseqüências que eles trouxeram. Talvez seja o nível 6 começando a germinar em sua alma, além dos outros níveis que continuam a ser estimulados.

CONCLUSÃO:

Nesses dois anos de terapia floral com Odair, caminhar nessa jornada de auto-conhecimento e auto-cura com ele foi espetacular. Em muitos momentos, parecia que nada estava acontecendo, e como o processo de entrevistas e rastreamento das essências quando lidamos com pessoas com deficiência foge muito do normal, algumas vezes duvidei do resultado. Mas na perfeição Divina, logo a seguir eu obtinha depoimentos, acontecimentos e respostas às minhas dúvidas, e pedia que a Luz me ajudasse a manter os canais de comunicação e a minha fé intactos, para que a evolução se fizesse no tempo adequado ao Odair.
Eu me maravilhei com mais essa forma de realizar a terapia floral, onde temos que confiar mais na intuição, fé, percepção de nuanças e paciência,  e menos em conversas e material concreto como desenhos e descrição de sonhos. Acreditar que vai dar certo, não duvidar dos resultados e principalmente não medi-los pelo tempo comum.

Vânia De Grande
26 de Agosto de 2011.

 


 


[ About FES | Online Repertory |Class Offerings | Research & Case Studies | Interviews and Articles]
[ What's New | Publications | Membership | Find a Practitioner | Members' Pages | Home ]

 


P.O. Box 459, Nevada City, CA  95959
800-736-9222 (US & Canada)
tel: 530-265-9163    fax: 530-265-0584

E-mail: mail@flowersociety.org

Copyright © by the Flower Essence Society.
All rights reserved.